Macauly Culkin, nas quatro obras que compõem ‘O Grito’ de Edvard Munch, coloca as mãos na cara enquanto dá um grito numa encenação perfeita do que um web designer sente a cada segundo que passa. Surgem novas tecnologias, nascem mais tendências e mudam as exigências dos navegadores digitais. As 5 dicas de web design são os básicos para que consiga comunicar o que pretende da melhor forma possível.

Composição, estética e funcionalidade são as três palavras-chave a reter. O web design deve procurar concretizar cada um destes elementos individual e conjuntamente. As 5 dicas de web design são os primeiros passos para atingir estes três aspetos críticos de um website moderno e que vende.

1. Inclua apenas os elementos necessário

Querer colocar tudo no momento de chegada do utilizador à homepage do website para garantir que está tudo disponível para acesso é um erro frequente. Cada informação a mais é ruído e impede que o visitante usufrua de uma experiência integrada e coerente. Quando a informação não tem de partilhar o espaço nem surge de forma excessiva tem maior potencial de retenção.

Opte por um web design minimalista e “limpo”. Os elementos devem ter espaço entre eles. A simplicidade é sempre melhor, uma vez que permite captar a atenção para o que é realmente importante.

2. Crie hierarquias visuais

Quais são os elementos que os utilizadores do seu website vêem primeiro? Para influenciar a experiência do utilizador, recorre a aspetos como dimensão e posicionamento para criar esta hierarquia visual. Mais do que incluir informação no website, pense na forma de o fazer.

A maioria dos utilizadores não lê todas as palavras de uma página de navegação nem repara em todos os elementos gráficos. Simplifique.

3. Escolha as cores estrategicamente

A cor é uma das ferramentas mais poderosas dos web designers. Todas as cores transmitem significados particulares e transportam diferentes  emoções. Qual é a identidade da sua marca? Procure a harmonia e o equilíbrio.

Amarelo: otimismo e clareza.

Laranja: amizade e alegria.

Vermelho: arrojo e entusiasmo.

Azul: confiança e força.

Verde: esperança, tranquilidade e crescimento.

Cinzento: equilíbrio, calma e neutralidade.

Para tal, crie uma hierarquia de cores, mantenha-se consistente e não opte por gostos pessoas. Pense estrategicamente.

4. Não poupe nas fotografias

As fotografias são um elemento que pode ser ou não utilizado, mas quando decide recorrer a ele garanta que o faz da forma certa. Fotografias com qualidade são poderosas. Fotografias com má qualidade colocam a presença online do seu negócio em causa.

As fotografias podem atrair a atenção, criar contraste e até guiar o utilizador no website. Monte o ambiente certo, recorra a pessoas para humanizar o negócio e seja criativo/a.

5. Facilite a navegação

A navegabilidade é a espinha dorsal do seu website. Quando pensa em funcionalidade deve pensar em navegação/ navegabilidade. Um bom website deve ser intuitivo para o utilizador. Quanto menos alguém tiver de pensar sobre como navegar no website, melhor.

Começa com a organização do seu website: o que é que as pessoas vão ver na homepage, o que é que vai ficar em páginas de navegação, o que é que terá o menu superior, quais são as opções que quer dar aos seus visitantes e potenciais clientes?

Para além das 5 dicas de web design
  • Não negligencie o mobile.
  • Garanta que a informação é fácil de ler.
  • Seja claro/a na comunicação com os web designers.

À procura do web designer certo para o seu website? Fale com a equipa da digitalgreen.