A guerra de talentos não é um setor de atividade da digitalgreen, mas é indissociável de um setor-chave da nossa agência: a gestão do conhecimento.  A desmaterialização de processos e a Internet das coisas estão a revolucionar a forma como entendemos o conhecimento e as tendências corroboram-no. A transformação digital está a gerar novos paradigmas, com a inteligência artificial, as redes sociais, o ecommerce e a formação à distância a imporem-se como as novas realidades.

A Guerra de Talentos Digitais

Integrar a digitalização na estratégia global da empresa é um desafio gritante do século XXI. O que é que torna uma marca inovadora? A transformação digital é o melhor indicador e já não se trata apenas de uma opção. É uma obrigação de todos os jogadores do tecido empresarial mundial. Lidar com a revolução digital exige estratégia interna clara, contínua e integrada, mas também capacidade para analisar a concorrência e fazer jogadas inteligentes no ecossistema digital. A guerra de talentos é um dos pilares estratégicos da revolução digital de hoje. Porquê?

As pessoas são as organizações e são elas quem devem impulsionar esta transformação digital, nomeadamente nas pequenas e médias empresas em Portugal e que representam mais de 90% do quadro empresarial do nosso país. Em 2015, existiam mais de  783 mil PME. Recrutar talentos impulsionadores desta transformação é uma decisão inteligente para criar o dinamismo necessário e frequentemente contestado internamente.

Ler também: Como contratar soluções em Gestão do Conhecimento?

Ir sob rodas em direção a uma reputação digital forte e sustentável depende dos talentos da empresa, desde o CEO aos operacionais. A reengenharia dos talentos atuais, novas contratações e sinergias com startups são algumas possibilidades. Passar pela transformação digital sem considerar a guerra de talentos é um erro.

Guerra de talentos e gestão do conhecimento na Era da transformação digital
Mindset digital

Um dos requisitos para novas contratações. Todavia, é crucial trabalhar a reeducação dos profissionais já existentes na estrutura empresarial. Falamos de que talentos digitais?

  1. Profissionais de marketing digital.
  2. User designers.
  3. Engenheiros de software.
  4. Gestor de redes sociais.
  5. Machine-learning engineers.
  6. Especialistas em dados.

Ler também: Geração de leads: ímanes para aumentar os seus subscritores

Estes são alguns dos talentos digitais prementes. Cada empresa deve identificar as suas necessidades e recrutar os perfis mais adequados. Tem os talentos de que precisa para construir o futuro digital da sua empresa?

A agilidade é um dos critérios-chave neste processo de recrutamento e seleção de talentos digitais. A proeficiência no online garante maior envolvimento com o consumidor ou cliente e relações a longo prazo. A fidelização é a rainha de todos os investimentos no ecossistema digital.  A Era da tansformação digital traduz-se em novas tendências de recrutamento:

– Métodos com recurso à inteligência artificial.

– Testes online.

– Utilização do vídeo para apresentações e entrevistas (pitch).

– Automatização de processos.

– Profissionais de recursos humanos com conhecimentos de marketing.

– Recrutamento através de redes sociais, com destaque para o LinkedIn.

Gestão do Conhecimento na Guerra de Talentos digitalgreen

Gestão do Conhecimento na Guerra de Talentos

A gestão do conhecimento é o processo através do qual se pode potenciar estes talentos digitais na Era da transformação digital.  As soluções especializadas criam, capturam, retêm, disseminam e utilizam o conhecimento relevante para o indivíduo e para a própria empresa. Neste caso, trabalham o mindset digital das pessoas de acordo com as necessidades identificadas na organização. O capital humano acumulado é uma vantagem competitiva na atual economia digital. Contratar uma agência fornecedora de serviços em gestão do conhecimento é uma tarefa sensível e complexa.

Ler também: A transformação digital das PME e os 4 gatilhos dos ecossistemas digitais

Este processo sustenta-se em seis níveis:

  1. Inteligência competitiva;
  2. Educação corporativa;
  3. Gestão de competências;
  4. Gestão do capital humano;
  5. Gestão da informação; e
  6. Aprendizagem organizacional.

Logo,  dimensão da organização não é relevante para investir  num processo de gestão do conhecimento. Contudo, o tipo de programa deve ser personalizado ou feito à medida. A digitalgreen trabalha a qualificação de pessoas e desenvolvimento de talentos, incluindo formação profissional, e oferece soluções como:

– Plataformas de E-commerce para a compra de cursos;

– Conteúdos e metodologias em E-learning / B-learning; e finalmente

– Software para gestão de formação profissional.

in|Forma

in|Forma é uma ferramenta exclusiva digitalgreen. Enquanto solução em gestão do conhecimento, permite gerir de forma eficiente todas as fases do processo de gestão da formação. O que faz?

  • Permite criar e gerir projectos e planos de formação internos e para clientes;
  • Permite criar e gerir cursos, ações, formandos, colaboradores/formadores.

Guerra de talentos e gestão do conhecimento na Era da transformação digital

Ler também: Guia de E-commerce: o carrinho da sua loja online não é um lugar silencioso

Parceria ZONAVERDE / digitalgreen

A nossa empresa celebrou há exatamente 10 anos uma parceria com a ZONAVERDE e que desenvolve formação à medida e consultoria para o mercado empresarial e formação para o mercado particulares.

A sua vantagem competitiva primordial é a capacidade de desenvolver todo o processo da formação – desde o estudo e diagnóstico das necessidades de formação, ao planeamento e definição de objetivos, preparação e desenvolvimento de conteúdos programáticos, seleção de formandos, seleção de formadores, até à programação das ações, desenvolvimento e gestão técnico-pedagógica, gestão  financeira e gestão de todo o processo de acesso a financiamento da formação profissional.

Reflexões finais

A guerra de talentos e a gestão do conhecimento são duas âncoras da transformação digital para pequenas e médias empresas, marcas e projetos empreendedores. Independentemente do volume de negócios, da localização e do setor de atuação, os talentos digitais devem merecer a atenção redobrada de todos os empresários, departamentos de recursos humanos e decisores.

Para saber mais sobre as nossas soluções em gestão de conhecimento, não hesite em falar com a nossa equipa. Estamos sempre disponíveis para ouvir as suas necessidades e apresentar respostas em conformidade.

Artigo escrito no âmbito da parceria digitalgreen / ZONAVERDE